Isso é só um relato
 de quando a caneta parece estar viva
De quando meu sangue flui por ela
 e pinga na folha a tinta
Vou de cabeça no rio da Vida
Deus é o Verbo e eu faço rima 
Uma voz me chamou de cima 
Levantei da cama
Sentei na quina da calçada  na porta de casa
Só me resta ver o céu que parece abandonado 
Sei que tô errado 
Sei que toda manhã vem o Jardineiro do Espaço
Regar nossa Consciência 
para que floresça 
Por isso eu me planto ali
Tomando Sol que nem um vira-lata
Luz dourada pra cabeça
Abençoa a água 
Me sequei das mágoas 
Soprei fumaça para as águias
Vai e vê
na frente e guia
Estou aqui, não é revelia 
Então que venha o julgamento dos dias
Tão distantes do Plano Divino
Que caímos num gigante abismo
E caindo durante muitos
Anos e anos estamos 
E assim podemos ver 
novamente as Estrelas
E entender a Ordem do Universo
Que é Harmonia
E assim viver uma Nova Vida
É o que a Terra grita e ninguém ouvia
Só faço verso que minha mãe falou
Só tô vivo graças ao Amor
Pra essa lambada quem me convidou? 
Pra esse baile de mascaras 
Carnaval passou
Coloquei minha fantasia 
Poucos carros na avenida
As coisas não estão definidas
A mídia o fantasma da agonia 
E as pessoas tudo repetiam
nos pontos de ônibus, no whatsapp
Sai pra andar sem maps
Tipo fazer alguma coisa grátis 
Buscar o Tesouro da Terra Prometida
Que se escondia 
Porque eu ainda não me conhecia 
Nem sei se conheço
Uma prova disso é que a caneta acabou de parar
Acabou de falhar
Será que eu ainda estou falhando 
Será que eu tenho que continuar, andando, por aí...
Até uma rua sem saída, pra voltar do começo
Por isso eu faço verso e só agradeço
Que o Freestyle e a prece vem do mesmo endereço
Portal do Espirito 
Se for no papel não desperdiço 
Nenhum pedacinho 
Porque era uma arvore 
Por isso Herança deixei escrito
E agora eu sigo meu caminho
Eu Sou o Caminho
Não estou sozinho
Só existe o caminho
Avisa o Jardineiro
Que talvez eu seja uma rosa que tem espinhos 
E se o céu me olha como eu olho uma rosa
Quem esta olhando quem?
Podemos ser tudo na mesma ordem



Nenhum comentário:

Postar um comentário